Arquivo do autor:Rodrigo Bazílio

Sobre Rodrigo Bazílio

Apenas um professor de Língua Portuguesa e Literatura do Ensino Médio, com o hábito quase vicioso de aliviar o estresse com jogos eletrônicos, música, leitura, RPGs e com a arte de pintar miniaturas.

Hipógrafo: escritos da gaveta (livro digital)

É com grande satisfação que faço uso do espaço deste blog para divulgar meu primeiro livro: o Hipógrafo.
A partir da reunião de textos derivados de gêneros diversos, produzidos na época da adolescência (sempre ela!), decidi formatar tudo e fazer as devidas conversões para publicar no site Amazon.
Não posso ostentar competência alguma de escrita, já que tudo o que meu livrinho contém são cismas, impressões, poemas e contos nascidos naquele período da vida em que todos somos inexperientes, repletos de aspirações, sonhos, rebeldias cruas e descobertas. Mas posso garantir uma leitura que talvez se identifique com quem possui sensibilidade suficiente para reconhecer certos traços emocionais da juventude.
Bateu a curiosidade? Pois aproveite, que o livro Hipógrafo: escritos da gaveta está grátis na loja Amazon! Dê uma conferida e baixe-o para ler em seu Kindle: https://www.amazon.com.br/dp/B071SGC13Q

(a propósito: meu nome real é Rodrigo da Silva, mas assino os artigos aqui do Alforje como “Rodrigo Bazílio”, meu pseudônimo blogueiro)


Aos 41!

Melhor bolo de aniversário de todos os meus anos! Obrigado, Tulipa!

Retrobugs XI

Compilação de muitos glitches e bugs de jogos do Master System (SEGA).


Devagar, divagar – Ivan Ângelo

Devagar, divagar – Ivan Ângelo

Calma. Viver é devagar. Uma pessoa leva nove meses para nascer, um ano para andar e ganhar dentes, dois anos para falar, seis para ler, dezoito anos de escola para se formar, trinta anos para ficar maduro, noventa anos para morrer. Para que a pressa? Não se estresse. “Apressa-te devagar”, aconselhava o historiador romano Suetônio ao imperador Adriano.

Por que têm pressa os que têm pressa?

A pressa é um perigo. Acontecem 700 acidentes por dia nas rodovias brasileiras, 42 000 pessoas morrem anualmente em acidentes de trânsito, 24 000 só nas estradas. Por que a pressa? As cidades estão lá à espera no término da viagem, as praias estão lá, os hotéis, os parentes, os amigos, nada vai sair do lugar, mas todos têm pressa. Parecem fugir dos quilômetros. “Não há nada que se possa fazer com pressa e prudência ao mesmo tempo”, ensinava o latino Publilio Siro, 2.000 anos antes da invenção do automóvel.

Continue lendo

Tirinha de hoje

Laerte, sempre honrando a todos nós.
Laerte - Rui Barbosa


A espera – Ferreira Gullar

Um grave acontecimento está sendo esperado por todos

Os banqueiros os capitães de indústria os fazendeiros
ricos dormem mal. O ministro
da Guerra janta sobressaltado,
a pistola em cima da mesa.

Ninguém sabe de que forma desta vez a necessidade
se manifestará:
se como
um furacão ou um maremoto
se descerá dos morros ou subirá dos vales
se manará dos subúrbios com a fúria dos rios poluídos

Ninguém sabe.
Mas qualquer sopro num ramo
o anuncia

Um grave acontecimento
está sendo esperado
e nem Deus e nem a polícia
poderiam evitá-lo.

Um grave acontecimento está sendo esperado por todos

Os banqueiros os capitães de indústria os fazendeiros
ricos dormem mal. O ministro
da Guerra janta sobressaltado,
a pistola em cima da mesa.

Ninguém sabe de que forma desta vez a necessidade
se manifestará:
se como
um furacão ou um maremoto
se descerá dos morros ou subirá dos vales
se manará dos subúrbios com a fúria dos rios poluídos

Ninguém sabe.
Mas qualquer sopro num ramo
o anuncia

Um grave acontecimento
está sendo esperado
e nem Deus e nem a polícia
poderiam evitá-lo.

Ferreira Gullar. Toda Poesia. José Olympio editora, 2001, Rio de Janeiro.


Como criar uma ficção/personagem/cenário usando o método Hollywood

A partir da reflexão sobre o seguinte Tweet, escrito pelo Marcelo Naranjo, resolvi publicar esta impressão despretensiosa em forma de guia maroto.

Parafraseando o Marcelo: “imagina um roteiro aleatório!”.

Ele se referia à série Warrior Nun, novidade da Netflix, indagando sobre como os roteiristas e criadores em geral de ficção “criavam” suas invencionices para nós, consumidores ávidos por… bem, digamos que não por originalidades, mesmo porque isso é algo questionável, mas por ideias bem-boladas. Ainda que sejam de gosto duvidoso. Continue lendo


Para que serve a inovação do currículo escolar?

Depois de ler o seguinte artigo https://novaescola.org.br/conteudo/18295/a-finlandia-e-a-base-nacional-nao-servem-para-nada-diz-jose-pacheco e refletir um pouco, decidi escrever isto por ocasião de um trabalho pedagógico que me foi solicitado:

Pode-se iniciar um artigo sobre os questionamentos propostos por José Pacheco, no artigo acima, lançando mão de outros questionamentos:

– Por que existe evasão escolar no Brasil, em tal magnitude?
– Por que os índices oficiais no Brasil demonstram notas tão baixas em leitura e matemática?
– Por que acontecem tantos casos de indisciplina nas escolas públicas?
– Por que há tantos professores afastados da escola pública por depressão?
– Por que no Brasil a profissão de professor só atrai 2% dos jovens? Continue lendo


Mai, a garota sensitiva (CBR)

maiQuem foi adolescente no começo da década de 1990 testemunhou a chegada dos mangás nas bancas de jornal. A incursão dos quadrinhos japoneses começou com o Lobo Solitário da Cedibra, em 1988, seguido anos depois por Freeman e a garota de nosso artigo de hoje: Mai, a garota sensitiva.

O mangá, escrito por Kazuya Kudo e desenhado por Ryoichi Ikegami, foi publicado aqui pela editora Abril Jovem em uma minissérie de 8 volumes, e contava a história dramática da jovem Mai Kuju, uma estudante de 14 anos detentora de poderes psíquicos. A história é repleta de reviravoltas, tensão e sempre me chamou a atenção por ter como protagonista uma garota colegial perseguida por ter um poder de matar qualquer um com sua telecinese, apesar de incapaz disso.

Caso queira conhecer a obra ou relembrá-la, aí vai a série completa:

Baixar Mai a garota sensitiva (CBR)


Cursed Castilla EX/Maldita Castilla (download)

maldita_castilla_04Os veteranos vão adorar este.
Cursed Castilla EX (ou Maldita  Castilla) é o que poderíamos chamar de paráfrase de jogos de Arcade da década de 1980. Não é bem um remake ou releitura, porque não se refere diretamente a nenhum título nem possui o licenciamento para tal. Entretanto, quem viveu a era de ouro dos fliperamas no Brasil, vai reconhecer imediatamente os elementos do jogo de plataforma papa-fichas mais famoso daquela época: Ghosts’n Goblins, da CAPCOM.

Cursed Castilla EX foi produzido em 2012 pelo grupo Locomalito, composto por fãs assumidos dos jogos retrô tão reverenciados hoje. Na própria página do título, o estúdio declara que Cursed Castilla é “uma aventura arcade de cavalaria e horror”, na qual o jogador controla um cavaleiro que pode pular obstáculos e arremessar espadas, adagas, machados etc. em criaturas tenebrosas, como zumbis, esqueletos, carrascos insanos e demônios. Tudo em diversos estágios com “power-ups” modestos e dificuldade crescente (e impiedosa). Os chefes de fase também são osso duro: o protagonista vai enfrentar demônios poderosos e criaturas oriundas da mitologia europeia, como a Mantícora, o Nubeiro (Nuberu) e a Tarasca. Continue lendo


Mares de Araterre

Blog sobre GURPS, o melhor sistema de RPG

Meta Galáxia: Reviews e notícias sobre Cultura Pop!

Notícias e reviews quentinhos sobre animes, mangás, HQs, filmes, séries, games e muito mais. Faça parte do nosso multiverso e esteja sempre atualizado!

entre conversas e flores

o que é a vida senão um conjunto de pequenas histórias?

The Collaborative Gamer

Musings on GURPS - GM Aids - Tools for Collaborative, GM-less Roleplaying - Etc

Amor e um pouco mais

Esse é um pedaço do meu mundinho que abro a todos que quiserem compartilhar experiências, visões de vida, felicidades e tristezas, amores e amizades, enfim, tudo aquilo que o coração mandar falar. Aqui você vai encontrar amor e um pouco mais ♡

Electronic Maze

Venha se perder nesse labirinto e encontre a arte em você

Batman Guide

Guia de leitura para entender o Homem-Morcego!

Covil GURPS

O refúgio da 3ª edição!

Pergaminhos ETC

Fábulas, contos, histórias fantásticas

The Truth's For Sale

RPG, Literatura (de segunda) e Escapismo

Oblivion RolePlaying Group

Grupo de RPG Ribeirão Pretano (Storyteller, d20)

4cantosdomundo

Fatos e fotos de um casal apaixonado por viagens

Deu Branco!

Um pouco de tudo... De tudo um pouco... Embarque logo pois o Gerador de Improbabilidades Infinitas já foi acionado!

Cooltural

Literatura, cinema e afins!

ZUADA!

Muita Nerdice por Nada

palavrasonolenta

Palavras escritas enquanto o sono não vem ou em decorrência dele.

Além dos muros

Língua Portuguesa

Xanafalgue

Videogames to rule the world